COMPARTILHE:
  • 7
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares

Jovem, Jesus lhe encanta e lhe seduz para a Vida Religiosa Consagrada no Carmelo? Não tenha medo! Seja corajoso e permita-se envolver-se nesta voz que clama no coração: Segue-me! No Carmelo somos conduzidos por Jesus à sermos peregrinos da misericórdia de Deus, que nos chama na realidade concreta de cada um a deixar tudo pelo Tudo; a arriscar a Vida por Jesus, não num romance, mas na vida real que nos impele a sermos contemplativos no meio do povo. Na oração, na fraternidade e na missão buscamos encontrar o rosto de Deus, Perfeito nos imperfeitos, Santo nos pecadores, Rei nos pobres.

Jovem, Cristo te chama, Ele conta com sua vida, para promover nos corações o Evangelho do Reino. Seja construtor desta obra de amor que opera em nós, ainda que imperfeitos, a vocação admirável de sermos religiosos consagrados no Carmelo. O chamado de Jesus é pessoal e intransferível. Unir-se a Cristo, a sua vida, ao seu caminho, pertencer a Ele de forma radical e definitiva. A vocação assumida é uma resposta de amor, onde estabelecemos uma profunda relação de amizade com o Senhor. O centro da vocação, é ouvir a voz do Senhor e permanecer com Ele, perto de dele, no Corpo dele, na Igreja, ajudando-o a salvar almas. A realização da vocação não se faz do dia para a noite, muito menos acontece de forma irracional. Para ouvir Jesus que chama é preciso que antes você dê atenção aos sinais, adentrando na intimidade da amizade; a divina oração da proximidade filial, que dia após dia irá aumentar o amor, aumentando assim a resposta; a voz que era estranha, passa a ter direção e lugar no coração.

A vocação é o perfume de Deus derramado nos corações. Penetra profundamente naqueles que ouvem o chamado com fé, e respondem com generosidade, não desejando outros caminhos, outros amores, outras propostas que não seja Cristo. Este perfume também desperta outros a abraçarem a vocação de seguir Jesus Cristo com o coração puro e reta consciência na companhia da Santíssima Virgem Maria e do Profeta Elias, nosso pai. O testemunho daqueles que encontraram o “céu” no Carmelo, arrasta outros que desejam consagrar toda a sua existência no Obséquio de Jesus Cristo. Numa vida Pobre, Casta e Obediente, à exemplo de Cristo, queremos dar testemunho que só Jesus basta, que a principal ocupação do Carmelita é amar o essencial, buscando sempre a vontade de Deus, nossa principal alegria.

Você que ouviu está voz, você que sentiu este “bom odor de Cristo”, e quer discernir este “santo incômodo”, nos procure, estaremos lhe esperando para ajudar-lhe neste caminho.

Vinde e Ver!

Frei Paulo Ricardo Ferreira, O. Carm.
Equipe Provocarmo

>>>Seja um carmelita

A beleza da vocação carmelitana se expressa em diversos momentos da vida religiosa: