COMPARTILHE:
  • 6
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

O Natal nos convida a ser instrumentos de paz em todos os lugares, levando a esperança aos desanimados, semeando solidariedade e construindo um mundo mais fraterno. É com esse espírito que durante todo o ano de 2017 a Província Carmelitana de Santo Elias manteve projetos e pastorais sociais nos conventos e paróquias sob sua administração. Ao final de mais um ano, chega a hora de celebrar juntos: frades, funcionários, voluntários, beneficiários e seus familiares. É Natal, “nasceu para nós um salvador, que é o Cristo Senhor”. As celebrações foram cheias de alegria, espiritualidade e solidariedade.

Em São Paulo o encerramento das atividades do Projeto Ajudô e do Centro da Criança e do Adolescente (CCA) aconteceram no início do mês de dezembro, nos dias 8 e 9, respectivamente.

Na confraternização do CCA houve apresentação dos corais infantil e de adolescentes, exposição de um vídeo com a retrospectiva das atividades realizadas pelo projeto em 2017 e apresentação da oficina de percussão. Participaram cerca de 420 convidados. Ainda houve outras duas atividades de final de ano, realizadas dias 12 e 13.

No dia 12 foi realizada a apresentação para a comunidade de um espetáculo com o grupo de teatro do CCA. No dia 13, houve entrega de presentes pelo Papai Noel para as crianças e adolescentes. O encontro foi aberto pelo Frei Bruno, O.Carm., que fez a oração inicial e dirigiu algumas palavras aos participantes. Os presentes distribuídos foram arrecadados numa campanha feita durante as missas, na Basílica do Carmo (SP), nos meses de outubro e novembro.

A festa no Projeto Ajudô foi marcada pela fraternidade, que envolveu todos os participantes. O tradicional “Bonenkai” (reunião de fim de ano) do Projeto teve missa presidida pelo pároco da Basílica do Carmo, Frei Jerry Fonseca, com a participação de todas as crianças, familiares e colaboradores. Após a missa aconteceu uma confraternização e a entrega do tão esperado Panetone de Natal a todos.

No dia 14 de dezembro foi a vez do Projeto do Pequenas Vozes do Carmelo (RJ) fazer o encerramento do seu ciclo de oficinas do ano de 2017. As crianças apresentaram o musical “Nossas Prosas Nordestinas”, uma homenagem a todas as famílias pertencentes ao projeto que vieram do Nordeste para Rio de Janeiro, visando a melhoria da qualidade de vida. O evento aconteceu na sala Mário Tavares, anexo ao Theatro Municipal.

Na São Martinho (RJ) as comemorações de Natal foram divididas em dois dias. No primeiro (14/12) crianças do Educagente e da Abordagem foram selecionadas para ganhar roupas e sapatos novos, que foram doados por voluntários ligados ao Centro Internacional de Estudos e Pesquisas Sobre a Infância da PUC-Rio (CIESPI) e por um grupo religioso. No segundo dia (15/12), todas as crianças beneficiadas pela instituição foram para Vicente de Carvalho, onde participaram de brincadeiras e receberam seus presentes de Natal das mãos do Papai Noel. Antes, Frei Adailson Santos, O.Carm., diretor da instituição, fez uma pequena reflexão com as crianças e adolescentes presentes.

“A Festa do Natal é uma festa que nos proporciona, a cada ano, a oportunidade de ter um profundo encontro da humanidade consigo mesma e com o Criador. Jesus é a imagem do Deus invisível e nossa imagem. Celebrar a alegria do Natal com as nossas crianças é reacender em nós a chama da esperança e de dias melhores, pois sabemos que em cada ser humano está presente a bondade e a ternura de Deus”, disse Frei Adailson.

Em Angra dos Reis a festa foi realizada no dia 22, na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que através da Pastoral do Povo de Rua ofereceu um almoço de confraternização na Casa de Acolhida Frei Fernando para a população que vive em situação de rua.

Antes do almoço, houve a Celebração da Palavra com o Diácono Nei Campos e a bênção dos alimentos. Mais de 50 pessoas participaram do evento.

O pároco, Frei Fernando Bezerra, O.Carm., participou do almoço e agradeceu a todos que nesses últimos anos ajudam a manter a Casa com gesto concreto de solidariedade cristã. A Casa de Acolhida funciona ao lado da Igreja Matriz, de segunda a sexta-feira, a partir das 11h30 e conta com o auxílio de voluntários e colaboradores para doação de alimentos, roupas e higiene pessoal.

Fonte: site da São Martinho e Blog da Paróquia Nossa Senhora da Conceição