COMPARTILHE:
  •  
  •  
  •  
  •  

Ontem foi um dia muito especial na Associação Beneficente São Martinho (RJ), porque a instituição sediou um almoço para pessoas em situação de rua, organizado pelas Missionárias da Caridade de Madre Teresa de Calcutá, com o apoio de voluntários da Pastoral de Rua Ação Carmelo, da Igreja Nossa Senhora do Carmo da Lapa do Desterro. O almoço teve início com a Santa Missa, presidida pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, e concelebrada por Frei Donizetti Barbosa, O.Carm., e Padre Michele Ferrara, CRSP, com o serviço do altar do Diácono Valdinei Geraldo Martins. Segundo informações das irmãs, foram preparadas 300 refeições.

Para o Cardeal, o trabalho realizado pelas Irmãs de Calcutá, juntamente com a Pastoral de Rua Ação Carmelo, bem como as ações dos diversos movimentos que atuam na cidade do Rio de Janeiro em prol dos mais necessitados, é de extrema importância para a Igreja, que através dos voluntários se faz presente levando conforto e esperança a todos.

“Sejam quais forem as razões para que estas pessoas estejam nas ruas, é importante que elas saibam que a Igreja está ao lado delas, e que não só ficamos nas palavras, mas traduzimos as palavras em atitudes concretas. A Igreja Católica tem um trabalho muito bonito na área social, realizado através de muitos grupos de leigos e muitos religiosos, seja no acolhimento dessas pessoas em situação de rua, seja no cuidado de um ferimento ou com alimentação”, afirmou Dom Orani.

Irmã Joana, Missionária da Caridade, falou sobre as motivações que levaram a realização dessa celebração:

“Nós fazemos esse trabalho durante todo o ano, mas no Natal procuramos fazer algo mais especial, porque vemos Jesus neles. A gente recebe a Eucaristia e depois toca Jesus no mais pobre dos pobres. O Natal é especial porque Jesus veio por nós e, especialmente, para os menores. Neste ano, queríamos que eles participassem da Santa Missa, porque não devemos dar somente o alimento do corpo, mas também o alimento espiritual”.

A religiosa destacou o crescimento do número de pessoas vivendo nas ruas do Centro da cidade do Rio de Janeiro. Segundo ela, em 2017 houve um crescimento significativo dessa população, que pode ser notado pelo aumento do número de refeições preparadas. “Antes a gente oferecia um jantar para cerca de 70 pessoas, não chegava a 100 pessoas. Agora servimos 280 refeições, 4 grupos de 70 pessoas diariamente, e sempre vemos rostos novos”, disse.

O alimentos foram levados pelos voluntários que formaram um corredor humano, da cozinha até a quadra, onde foram entregues aos moradores em situação de rua

Isabela de Jesus Silva, uma das voluntárias da Pastoral de Rua Ação Carmelo, falou da sua experiência no acolhimento das pessoas que estão em situação de rua:

Felipe, Isabela e Sors, voluntários da Pastoral de Rua Ação Carmelo

“Cada irmão que encontramos, que levamos o Amor, o Pão da Vida, é o próprio Jesus, o Pobre dos pobres. Aquele que levamos é o Próprio que encontramos. E aqueles irmãos que nos estendem as mãos, também nos dão e nos ensinam muito. Levamos alimento e nosso carinho, e voltamos cheios do Amor que deles recebemos e das lições que com eles aprendemos.”

E complementou:

“Estas ações são importantes para nos ensinar a sermos Igreja em saída, com nossa própria vida. É isso o que devemos ser, e é isso que a Pastoral de Rua Ação Carmelo vem fazendo conosco, nos transformando.”

Confira as fotos:

Fotos: Gustavo de Oliveira/ArqRio e Andréia Gripp

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira um comentário!
Por favor insira seu nome aqui