COMPARTILHE:
  • 15
  •  
  •  
  •  
    15
    Shares

“Vemos aqui nesta assembleia uma Província unida, que caminha e que olha unida para o futuro.”

Frei Evaldo Xavier, Prior Provincial

 

Os frades da Província Carmelitana de Santo Elias estão reunidos em Assembleia Provincial em Jundiaí (SP). O evento acontece desde o dia 29 de janeiro e terminará amanhã, 2 de fevereiro, no centro de eventos São Carlos. Este ano a temática principal da assembleia é a dimensão da administração. Também foram contemplados os temas da espiritualidade e da missão.

Entre os assuntos da pauta desta assembleia estão a reforma trabalhista, os estatutos da Província, o projeto do Ano do Laicato Carmelitano, a reabertura do museu de Salvador, os 300 anos da Província, que será celebrado em 2020 e o planejamento de 2018, além de um momento especial de celebração com os frades aniversariantes jubilares.

“A assembleia é um momento especial de união, congraçamento, reencontro e avaliação de nossa vida e dos pontos positivos e negativos do que se passou. Também é um momento em que nós projetamos o nosso futuro. Por outro lado, em termos de fraternidade, é um sinal de vigor, de vida, de união de toda a Província. Vemos aqui nesta assembleia uma Província unida, que caminha e que olha unida para o futuro. Pedimos a oração de todos para que possamos crescer cada vez mais na Igreja no Brasil e na Ordem do Carmo”, afirmou o Prior Provincial, Frei Evaldo Xavier, O.Carm.

Celebração no primeiro dia da Assembleia Provincial

 

 

 

 

 

Reforma trabalhista

A assembleia contou com a presença de colaboradores das diversas casas de missão da Província na terça-feira, dia 30 de janeiro, quando foi realizado um estudo sobre a reforma trabalhista e as mudanças que ocasiona nas rotinas de contratação e administração de pessoal. As palestras foram ministradas pelo doutor Paulo Jacob, da IOB Educação.

“Este treinamento é de fundamental importância porque neste momento a reforma trabalhista está em um processo de conhecimento e de interpretação. Há diversos entendimentos e interpretações sobre o mesmo texto ou artigo de lei, por exemplo. É necessário, por isso, que se tome conhecimento de tudo para que se possa ter segurança jurídica na aplicabilidade da reforma, para que não haja prejuízo às instituições futuramente”, frisou o consultor da IOB.

Para Frei Evaldo, a reforma trabalhista é um grande desafio para a sociedade brasileira e por isso precisa ser bem compreendida pelos frades. “Este tema tem gerado um debate enorme na sociedade e a Província não pode ficar alheia à conjuntura do país. Por isso decidimos dedicar esse dia inteiro para aprofundarmos o estudo dos temas ligados à relação de trabalho no Brasil”, pontuou o Prior.

O colaborador Paulo Mario Nogueira Leite, advogado da Província há 23 anos, classificou a formação como de extrema importância para o crescimento e a melhoria das relações de trabalho dentro da instituição.

“Com uma formação como essa, reunindo os colaboradores e os frades, a Província promove um adequado conhecimento da legislação trabalhista como um todo. Esse evento concorre para o aprimoramento do trabalho, podendo detectar procedimentos inadequados que por ventura tenham sido adotados e assim se torna possível melhor adequar as rotinas administrativas”, disse o advogado.

Antônio Francisco Brás, gerente administrativo da casa de Mogi das Cruzes, concorda com o advogado: “Esse treinamento nos retira da nossa correria do dia a dia e nos deixa mais esclarecidos, para que quando gerenciarmos as questões de pessoal não prejudiquemos, por ignorância, nem os funcionários nem a instituição”.

Frei Renê Vilela, O.Carm., complementa: “Além de propiciar um conhecimento entre as casas e o que acontece em cada situação e convento com relação à atividade dos colaboradores e voluntários, é uma forma de nos ajudar a estarmos de acordo com o que determina as leis civis, para que como instituição religiosa, como Igreja, nós possamos gerar o Reino de Deus em todas as realidades do mundo em que estejamos inseridos”.

A Província Carmelitana de Santo Elias (PCSE) possui conventos, casas de missão e de formação nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal e Tocantins.

Fotos: Andréia Gripp

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira um comentário!
Por favor insira seu nome aqui