Convivência Vocacional começa amanhã

A Provocarmo promoverá entre os dias 2 e 5 de dezembro a Convivência Vocacional, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em São Paulo. Onze jovens vocacionados participarão dessa experiência que marca a última etapa do caminho vocacional trilhado ao longo do ano.

“A Convivência Vocacional é a última etapa do acompanhamento vocacional. O seu intuito é proporcional aos vocacionados um momento de convívio fraterno com os frades; assim, os vocacionados podem conhecer na prática a rica espiritualidade Carmelitana a partir da vivência do Carisma: Oração, Fraternidade e o Serviço. Esta Convivência reunirá todos os vocacionados acompanhados em 2021 pelas equipes de animação vocacional da Provocarmo, a região RJ, SP, MS e Sul; região MG, GO, MT E DF e região Norte e Nordeste”, explica Frei João, O.Carm, que faz parte da equipe vocacional.

A programação conta com orações da Liturgia das Horas, Missa, Adoração ao Santíssimo Sacramento, palestras de formação sobre o carisma carmelitano e o caminho de formação na Ordem do Carmo, e convivência.

Grande parte dos encontros vocacionais deste ano de 2021 aconteceram de forma remota, por isso a convivência de forma presencial será também uma oportunidade para crescer na fraternidade. E os vocacionados já estão na expectativa para o encontro:

““Ser Carmelita é ser contemplativo”. Essa é a frase que tem movido meu coração. Ter a oportunidade de participar do Convívio carmelitano é uma benção e a minha expectativa é de que poderei sentir um pouco do ser carmelita, de viver o carisma contemplativo e de oração. Tenho certeza que serão dias de aprendizado e de confirmação da minha vocação. Poder participar de uma imersão carmelitana trará a experiência vocacional que sempre busquei, por isso minhas expectativas sobre o Encontro são as melhores, pois sei que me sentirei acolhido, poderei compreender de maneira mais efetiva a vida no Carmelo, que estarei em contato com outros vocacionados e religiosos que almejam o mesmo que eu: a vida em Cristo. Tenho certeza que serão dias de muitas graças”, disse o vocacionado Marcos Felipe Alonso, de Belém do Pará

“A convivência vocacional é um período ímpar do processo de acompanhamento vocacional, porque nela, mergulhamos um pouco mais no conhecimento da Ordem, e, também, convivemos com os outros vocacionados que, farão parte da turma que ingressará no Convento no ano seguinte. O coração está, mais uma vez, cheio de alegria por retornar a um dos conventos Carmelitas para mais essa experiência vocacional, a fim de confirmar, de minha parte, o chamado de Deus e esperar que este mesmo chamado se confirme através da decisão dos frades! Certamente será um momento de fazer brilhar, ainda mais, a chama que tem ardido no coração: consumir nossas vidas por Deus, na Ordem do Carmo!”, partilhou o vocacionado Paulo Gustavo Santos Natividade, de São João del-Rei/MG