Participe da 3° Semana Carmelitana

A Igreja Nossa Senhora do Carmo de Itu, em São Paulo, promove entre os dias 24 e 26 de agosto, a 3° semana carmelitana.

Neste mês, os encontros terão como tema a “A experiência de Deus na vida de Maria Madalena de Pazzi” e serão ministrados Frei Marcelo Aquino, o.Carm.

Haverá transmissão ao vivo através das  redes sociais da Paróquia.

Quem foi Maria Madalena de Pazzi: 

Nascida em 1566 no seio de uma nobre família florentina Geri de Pazzi, ela foi batizada com o nome de Catarina. Desde a sua infância, sentia-se atraída por uma relação íntima com Deus.

Em 1582, com 16 anos, ingressou para o Mosteiro de Santa Maria dos Anjos, onde recebeu o nome de Maria Madalena.

Nos primeiros anos de vida monacal, foi acometida por uma doença, que a impedia de se deitar, tanto que emitiu seus votos religiosos sentada em uma cama, colocada diante do altar da Virgem. Desde então, a futura Santa passou por um intenso período místico, que suas coirmãs o descreveram, em uma coleção de vários volumes de manuscritos, entre os quais “Os quarenta dias”, de 1584; “Os colóquios” e as “Revelationi e intelligentie”, de 1585. Em suas crônicas, Maria Madalena exortava a retribuir o amor de Cristo pelo homem, testemunhado pela Paixão.
A partir de 1586, no entanto, a monja passou por uma forte experiência de sofrimento interior: privada do sentimento da graça, sentia-se como “Daniel na cova dos leões”, combatida entre provações e tentações, que, depois, foram descritas no volume “Probazione”.

Em 1590, terminou o período obscuro de Maria Madalena. Com energias renovadas, decidiu dedicar-se à formação das Noviças, tornando-se seu ponto de referência.
“Venham amar o Amor!”, pedia às coirmãs, exortando-as a difundir o anúncio do amor de Deus por todas as criaturas. Logo a seguir, porém, adoeceu gravemente de tuberculose: padeceu, por três anos, de sofrimentos atrozes, que a obrigaram a se retirar da vida ativa da comunidade e a mergulhar, completamente, no “puro sofrimento”, por amor a Deus.

Santa Maria Madalena de Pazzi faleceu em 25 de maio de 1607, com apenas 41 anos.