Projeto Educagente da São Martinho é finalista do Prêmio Itaú Unicef

Para a Província Carmelitana de Santo Elias, ter uma obra social sua entre as instituições finalistas do Prêmio Itaú Unicef é uma grande alegria e incentivo para continuar a “ser sal da terra e luz do mundo”, testemunhando, também pelas obras, o Evangelho de Jesus Cristo.

O Projeto Educagente, da Associação Beneficente São Martinho, está entre os 30 finalistas do Prêmio Itaú Unicef. A  iniciativa, que está na sua 13° edição, visa identificar, estimular e dar visibilidade a projetos realizados por organizações da sociedade civil e escolas públicas que contribuem para garantir o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social.

Esse ano foram mais de 3,5 mil  projetos inscritos. Desses, 100 projetos tornaram-se semifinalistas, 60 na categoria “OSC em Ação”, que agrega projetos executados por organizações da sociedade civil, e 40 da categoria “Parceria em Ação”, com projetos realizados por parcerias entre organizações da sociedade civil e escolas públicas.

Nesse momento, estão na final, 20 instituições da “OSC em Ação”, na qual o Educagente concorre, e 10 da “Parceria em Ação”.

Uma das etapas até chegar a esse ponto foi a visita do avaliador do prêmio: Bira Azevedo. Ele esteve no Educagente nos dias 10 e 11 de outubro, e pôde conhecer e conversar com parceiros, colaboradores e beneficiários da instituição.

De acordo com Ana Márcia Machado, coordenadora do Eixo, chegar até nessa etapa é fruto da dedicação de todos ao projeto.

“Esse reconhecimento vem para constatar o trabalho que fazemos com muito empenho, muito profissionalismo. Todas as nossas ações foram mostradas com muita transparência e este é mais um sonho concretizado”, pontuou.

Para Erika Oliveira, coordenadora de Filantropia da Sâo Martinho, a indicação é a legitimação do trabalho e dos resultados alcançados.

“Estar entre as 20 organizações finalistas da categoria ‘OSC em Ação’, do Prêmio Itaú Unicef, é um grande reconhecimento de que nosso trabalho tem de fato transformado vidas e gerado impacto social”, disse.

Fonte: site São Martinho