Serviço, respeito e amor ao próximo: missão da Ordem do Carmo

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou-me para proclamar a remissão aos presos e aos cegos a recuperação da vista, para restituir a liberdade aos oprimidos.” (Lc 4, 18)

Esta semana começou com a celebração do Dia Mundial dos Pobres, domingo, dia 18 de novembro; e é marcada também por outra data simbólica para a defesa dos direitos humanos: o Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro. As duas celebrações são muito importantes para os freis da Ordem do Carmo que, em seguimento a Jesus Cristo, buscam em sua ação missionária a transformação da realidade, em vistas da construção de uma sociedade justa e fraterna.

O missionário carmelita em primeiro lugar une-se a Jesus, busca ter o Espírito de Cristo, e constitui uma equipe. Num segundo momento revela o Pai, é testemunha de Jesus e assume a luta que o Senhor iniciou contra os demônios, isto é, os poderes do mal que estragam a vida do povo e a empobrecem.

São dois aspectos que se completam como dois lados da mesma medalha. O estar com Jesus, a oração, a vida de fé em comunidade e o trabalho em equipe dão consistência e conteúdo à Palavra que se anuncia e à luta que se trava. A Palavra e a luta, quando são frutos da vivência do Evangelho, revelam a dimensão do Reino que existe no esforço humano de transformação e libertação.

“A resposta de Deus ao pobre é sempre uma intervenção salvadora para cuidar das feridas da alma e do corpo, repor a justiça e ajudar a retomar a vida com dignidade. A resposta de Deus é também um apelo para que toda a pessoa que acredita n’Ele possa, dentro dos limites humanos, fazer o mesmo.” – Papa Francisco

A Província Carmelitana de Santo Elias cumpre o seu papel na transformação social mantendo uma série de obras nos estados em que atua. Essas obras vão desde creches à projetos ligados à garantia de direito da criança e do adolescente. A ação caritativa está no cerne da vocação carmelita, sem ela a Ordem não cumpriria eficazmente a missão evangelizadora, além de ter desfigurada a sua própria identidade.

>>> Confira as obras sociais da Província Carmelitana de Santo Elias

Além das obras sociais, no Rio de Janeiro, na região da Lapa, um grupo faz a diferença: os voluntários da Pastoral de Rua Ação Carmelo, da Igreja Nossa Senhora do Carmo do Desterro da Lapa. Periodicamente eles saem pelo Centro da Cidade para levar conforto espiritual e alimentos às inúmeras pessoas que estão em situação de rua. Liderados por Frei Adailson dos Santos, O.Carm., além do pão material, os voluntários conversam e rezam com as pessoas, acolhendo com amor a necessidade de cada um.