Flash Sale! to get a free eCookbook with our top 25 recipes.

Totalmente de Cristo, estamos ao seu serviço, fortalecidos pela graça do Senhor

“A Confirmação completa a graça batismal; ela é o sacramento que dá o Espírito Santo, para nos enraizar mais profundamente na filiação divina, incorporar-nos mais solidamente em Cristo, tornar mais firme o laço que nos prende à Igreja, associar-nos mais à sua missão e ajudar-nos a dar testemunho da fé cristã pela palavra, acompanhada de obras” (Catecismo da Igreja Católica, 1316).

 

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro Dom Antonio Augusto Dias Duarte presidiu a Missa em que 45 crismandos, entre jovens e adultos, receberam o Sacramento da Confirmação (Crisma), na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Vila Kosmos (RJ), no sábado, dia 16 de junho. A missa foi concelebrada pelos freis Silvio Ferrari, O.Carm., e Reinaldo Paraíso, O.Carm.

A unção dos fiéis com o óleo do santo crisma simboliza o selo espiritual que a pessoa recebe. Assim como no sacramento do Batismo, esse selo é indelével, ou seja, uma vez crismado essa marca fica para sempre na vida do cristão, mesmo que ele não pratique mais a fé.

O símbolo da unção tem raízes na tradição do Antigo Testamento. O rei do povo de Israel era ungido com óleo. O óleo significa abundância (Dt 11,14), alegria (Sl, 23,5; 104,15), purificação, agilidade (até hoje alguns atletas e lutadores se ungem com óleo), cura e irradia beleza, saúde e força.

Essa “marca”, o selo do Espírito Santo que o cristão recebe quer manifestar que somos totalmente de Cristo e estamos ao seu serviço na extensão do Reino, fortalecidos pela graça do Senhor.

O óleo do santo crisma, que é usado para ungir o crismando é consagrado na missa dos santos óleos (Quinta-feira Santa) pelo bispo diocesano, acompanhado por todo o seu clero.

Antes da unção com o santo crisma, o bispo estende as mãos sobre os crismandos, realizando assim o gesto que desde os tempos dos apóstolos é sinal do dom do Espírito.

Em seguida é realizado o gesto essencial do sacramento: a unção do santo crisma na fronte do confirmando. No momento que o bispo unge o confirmando diz as seguintes palavras: “Recebe, por este sinal, o Espírito Santo, dom de Deus”. Após esse gesto, o cristão está crismado e em sua vida se manifesta os efeitos do sacramento, que falamos no início da catequese. Em síntese poderíamos dizer que aumenta a nossa proximidade com a Santíssima Trindade e com a Santa Igreja.

Esse sacramento pode ser recebido por todo batizado ainda não confirmado. Na maioria das dioceses do Brasil a idade mínima é de 15 anos.

Fonte: Catecismo da Igreja Católica, 1285-1321
Fotos: Pascom/CarmoInfo